quinta-feira, 20 de setembro de 2007

A/C

A: ele é meio estranho
B: não acho.
A: como não, ele está sempre quieto, de canto, sozinho.
B: e oque é que tem?
A: que é que tem é que ele é estranho.
B: por quê?
A: ah... fica destacado, parece que só quer saber de pintar seus quadros, encenar teatro...
B: é só o jeito do cara.
A: ah, mas...ele é estranho. além de que, nunca o vi com mina nenhuma.
B: éhhh, entre oque vc viu e oque não viu há muita diferença. e, se ele for sozinho, vai ver que escolheu isso mesmo.
A: ah...nem vem...você quer dizer sozinho por opção?
B: sei lá...talvez...pra ter liberdade, não sei.
A: você é louco? quem quer ficar sozinho nesse mundo? ninguém escolhe a solidão não. ele é estranho. acho mesmo é que ele tem dificuldade com as mulheres.
B: sei não. ele ficou com a Aline.
A: que Aline?!!!??! a do TGE IV? Cê tá brincando. não boto uma fé!
B: sim, e acho que a coisa ainda está rolando.
A: ah cara, acho que é só fachada. com quantas minas vc já o viu? então, sei não. é muito esquisito.
B: hum. é o estilo de vida dele ué.
A: ah véio, não tem idéia. acho é que ele não consegue pegar ninguém não. Muito estranho. sem falar no monte de amigos gays que ele tem. O cara abraça aqueles viadinhos e ainda cumprimenta eles com beijo no rosto. sai fora.
B: Ué, mas você também não abraça seus amigos?
A: Sim, só que todos são héteros né, meu?
B: sei. Todos homens com H então...rs
A: não zua, caraio...tô falando sério!
B: ahnn...
A: cê viu como o cara veio ontem? com a camisa da Marisa Monte. Aí é foda.
B: nada a ver. Já falei que ele está ficando com a Aline. ele curte a fruta sim...ééé...
A: Aline...pelo jeito só foi ela também...
B: meu, não é porque vc não consegue ficar sem depender de uma outra pessoa pra conduzir sua vida que o cara também tem que depender. deixa ele quieto com seus amigos, quadros e teatros. vai ver ele está assim simplesmente porque não trombou uma mina que é a cara dele, que o tenha feito sentir algo mais profundo, e talvez ele não seja como vc, que vai contra aquilo que sente e pega qualquer uma só pra não ficar só, e ainda exibe sua coleção de minas como troféus.

(A olha pro lado; B continua caminhando)

A: ..............................................................
B: ..............................................................
B: ahhhnnn...
A: ahn...ahnn...
B: A, tudo bem?
A: sim...
B: não quis ofender vc, eu só...
A: tá beleza.
B: então tá.
A: ..............................................................
B: ..............................................................
B: ahn
A: ahn ahn...
B: mas…e vc, A, como está?
A: eu?.. é...bom...não sei.

Faz um tempo que não me visito.

2 comentários:

Xuxão Lennon disse...

"É mais fácil desintegrar um átomo que um preconceito"

Será que um dia as pessoas vão seguir um estilo de vida sem ter que se basear no "o que os outros fazem é legal"??

xx~

Adriano disse...

Pois é, conheço um monte de gente assim.

Deus deu a vida pra cada um cuidar da sua.